Professor Catedrático de Fisiologia da Universidade do Porto com mais de 30 anos de experiência de trabalho com atletas e que, nos últimos 7 anos, se tem dedicado a aplicar os princípios da performance do desporto ao mundo corporativo.

Uma visão “science-based” aplicada ao desempenho corporativo, seja a nível individual, ou de equipas.


O que podemos aprender com os “performance addictive”
como sejam os atletas de alta competição?

Como melhorar a performance?

  • Fazer um diagnóstico inicial do estado geral de performance
  • Fazer o diagnóstico individual e da equipa
  • Implementar medidas de melhoria da performance
    • Recover: saber recuperar durante o dia e durante os dias
    • Refuel: Repor a energia para manter a performance
    • Rethink: Repensar a forma como lidar com o stress e a fadiga
    • Reenergize: Promover a maximização da energia fisiológica, no corpo e no cérebro
  • Aumentar o compromisso individual e colectivo;
  • Melhorar a saúde e bem-estar do ponto de vista pessoal e organizacional.